COMPARTILHE
Sabe aquela dica imperdível, aquele lugar que não podemos deixar de ir, aquelas 300 atrações que todos tem que ver? Então, já caí em algumas ciladas dessas, procurando tudo na internet, e, por isso, vou contar umas e outras coisinhas pelas quais já passei e que não foram tão legais, me obrigando a perder um pouco de tempo indispensável.

1) Preste bastante atenção para a data da postagem em blogs e revistas online

Quando fui à Nova York (janeiro de 2015), vinha fazendo pesquisas há pelo menos 1 ano e deixamos um dia inteirinho para irmos ao Pier 17, que segundo informações, tinha um shopping com uma pizza de comer rezando e muitas lojinhas, mas o que me tinha me chamado a atenção, eram os vários restaurantes em que poderíamos sentar um pouquinho nas espreguiçadeiras para apreciar a vista da Ponte do Brooklin.
Depois de ficarmos um pouco perdidos com o metrô e caminharmos muito num friozinho de congelar os ossos, não havia nada no Pier 17. Segundo os trabalhadores locais, já completavam dois anos que não havia nada lá. Para não perdermos a viagem, tiramos muitas fotos no Pier 16 com a ponte ao fundo, mas acabamos perdendo um tempo precioso com uma dica obsoleta.
Valeu ou não valeu à pena ir ao Pier 16???

2) Não coloquem muitos pontos turísticos no mesmo dia no seu roteiro

Ou você corta o número de atrações para poder ter tempo razoável para olhar o que tem mais interesse, ou aumenta os dias do seu roteiro.Caso contrário, vai a muitos lugares mas não poderá curtir o bastante para não querer voltar  e, no meu caso, além de não ter grana, meu marido não curte ir ao mesmo lugar mais de uma vez. Por isso, preciso tentar conhecer o máximo de primeira. Assim, acabo me empolgando e marcando muitosssssss locais em um roteiro e não conhecendo nem metade deles.

3) Saiba otimizar o espaço em sua mala

Fui para a Europa e levei uma mala enormeeeeee. Nunca mais!!!!! 
Em Veneza, por exemplo, temos que arrastá-las pela maior parte do caminho e é um sobe e desce de escadinhas nas incontáveis pontes. Aff!!!!
Essa história de levar sapatos combinando com roupas, cada casaco combinando com uma calça… enfim, vivendo e aprendendo!
Na próxima, levarei uma mala média para as minhas roupas e do meu marido. Uma calça que combine com algumas blusas e apenas um casaco muito bom…. acho que consigo me conter, combinando com as minhas milhares de echarpes que não fazem tanto volume hehehehehehe….

4) Procure saber como estará o tempo na época em que for viajar

Tanto para o que levar na mala quanto para o que fazer, é muito importante que vc fique de olho no clima. Já levei milhões de coisas na mala que não usei (já repararam que cometo muito esse pecado) e, o mais importante, já criei expectativas sobre pontos turísticos que não consegui conhecer pq na época não abriam ou pq com o chuva não valiam a pena.

5) Nem tudo que falam pra vc que e imperdível, para vc terá o mesmo impacto

Já conversei com pessoas que amaram o Restaurante Carmine’s (Nova York), por exemplo, como euzinha aqui… super indico kkkk….. mas já recebi relatos também de pessoas que não gostaram nadinha!
Sobremesa no Carmine´s

A frase “Gosto não se discute”, se enquadra perfeitamente nesse tópico. O que pra vc é muito bom, pro outro pode ser muito ruim, ou vice e versa.
Além disso, sou da teoria de que, tudo que criamos uma expectativa muito alta, acaba não sendo tudo isso… então não vão com tanta sede ao pote quando derem uma indicação… e nada melhor do que VOCÊ encontrar o que não esperava !!!!!
6) Fique atento à atrações e restaurantes que precisam de reserva
Vários restaurantes só atendem com reserva feita com muita antecedência. 
Na Disney, por exemplo, tivemos que reservar o café da manha do Chef’s Mickey (https://disneyworld.disney.go.com/pt/dining/contemporary-resort/chef-mickeys/), o almoço no Castelo da Cinderela (https://disneyworld.disney.go.com/pt/dining/magic-kingdom/cinderella-royal-table/), o café da manhã dos Minions no Universal, o T-Rex e o Rainforest. Alguns debitam do cartão de crédito, outros são pagos na hora, podendo ser no dinheiro ou no cartão.

Chef´s Mickey

Em Nova York, não tivemos tempo hábil para irmos ao “The Loeb Boathouse”,(http://www.thecentralparkboathouse.com/) mas também só conseguiríamos mediante a reserva.
O show de tango, quando fomos à Buenos Aires, também foi reservado antes de embarcarmos, no Esquina Carlos Gardel (http://www.esquinacarlosgardel.com.ar/).
É importante que fiquemos atentos, quando quisermos muito comer em algum lugar ou conhecer uma atração procurada, se estes precisam de reservas… para não ficar na mão (leia-se, frustradíssimos), quando chegar lá.



Se você não gosta ou não tem tempo de fazer essas reservas, posso fazer pra vc…. só mandar um email para cascardo.daniela@gmail.com ou viajandocom@danielacascardo.com
Então é isso!!!
Espero ter ajudado um pouquinho!!!
Beijos e até a próxima!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor coloque seu nome aqui